Os encantos da Arena Inamar

por Fernanda de Lima
0 comente
arena inamar

Quem passa pela frente da Arena Inamar não sabe as belezas que ela esconde. Um estádio que não se vende pela fachada

Minha visita à Arena Inamar foi meio que decidida de última hora e como teria um jogo da Copa São Paulo de Futebol Junior, considerei uma boa decisão. Moro na Zona Sul de São Paulo e, para mim, é bastante corriqueiro passar pela frente da Arena Inamar para chegar à Rodovia dos Imigrantes. Este é um caminho alternativo que corta o trânsito comum nas principais vias paulistanas, passando por dentro de alguns bairros nos municípios de São Paulo e Diadema. Desta vez, meu caminho não foi só de passagem.

O Estádio Municipal José Batista Pereira Fernandes, popularmente conhecido como Arena Inamar, e para os moradores da região de Diadema ainda mais como Distrital do Inamar, foi o primeiro estádio que visitei em 2020. A arena tem como mandante o Água Santa e quem passa pela frente dela não imagina a graça que ela é por dentro. Aliás, falo em “frente” porque a arena não possui uma fachada tradicional, onde nem o nome aparece. A gente só sabe que está passando por um estádio quando avistamos as arquibancadas no topo da ladeira onde ele se encontra.

O estádio

A Arena Inamar tem capacidade para 10 mil pessoas, no entanto, a liberação por parte da Federação Paulista de Futebol é de somente 8.075. Falando nisso, a minha visita à Arena Inamar foi num dia de jogo da Copa São Paulo de Futebol Junior, mas quando cheguei ao estádio, a partida havia mudado de horário para dali a três horas. Como a diferença de horário, pedi para entrar e conhecer o estádio, já que esperar por três horas sob o sol do meio dia e sem ter onde ficar a não ser no carro, para mim, era inviável. Então, conversei com os seguranças e eles pediram diretamente para o diretor do Água Santa que me liberou e disponibilizou um dos seguranças para caminhar comigo pelo estádio.

A Arena Inamar foi inaugurada em 22 de maio de 2009 e já ganhou alguns pontos extras comigo por ser um estádio que nasceu da várzea. Até a ascensão do Água Santa, o Distrital do Inamar atendia os times da várzea de Diadema e região. Claro que não dá para deixar de pensar onde estarão jogando esses times depois que o campo virou estádio… Apesar de ser de 2009, o estádio só estreou no futebol profissional em 2013, no Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Vale ressaltar que apesar de ser conhecido como estádio do Água Santa, o estádio também tem outro mandante, o Clube Atlético Diadema, que, inclusive, foi o primeiro clube a mandar uma partida profissional no estádio, em 27 de abril de 2013, aplicando 5 x 1 no Grêmio Mauaense. O Água Santa só estreou no estádio em 4 de maio de 2013, numa derrota por 1 a 0 para o São Bernardo.

Confira a minha visita à Arena Inamar também em vídeo:

Quando chegamos a Diadema, passando por dentro do bairro do Eldorado, já conseguimos avistar o estádio a mais de meio km de distância. Um pedaço da arquibancada da Arena Inamar ganha destaque no topo de uma ladeira. Como um estádio aberto, sem cobertura e bem no alto, o torcedor que vai à Arena Inamar fica completamente exposto, tornando quase que obrigatório o uso de protetor solar.

No dia da minha visita, o estádio ainda estava passando por algumas reformas para estrear no Campeonato Paulista de 2020, principalmente na arquibancada visitante. Iniciamos o tour debaixo das arquibancadas, onde ficam as lanchonetes, passamos pela entrada da ambulância para entrar direto no gramado. As cores do Água Santa estão por toda parte e uma das arquibancadas exibe o nome clube, dando um belo visual ao estádio. Toda a composição de cores, a forma como a pintura foi idealizada, as arquibancadas de concreto e as cadeiras deixam a Arena Inamar encantadora, tanto para quem a observa do gramado quanto do alto das arquibancadas. Vale dizer que o setor de cadeiras é bem amplo, com um bom espaço entre uma cadeira e outra e entre as fileiras. As cadeiras brancas e azuis foram dispostas para formar o nome do Água Santa, e os corrimões amarelos complementam as cores do clube.

As laterais do campo possuem proteções transparentes que não destoam e estragam o visual, achei que elas se incorporaram bem ao estádio. E o mais importante: os reflexos nela são quase imperceptíveis, então não incomodam na hora de assistir ao jogo. As arquibancadas, inclusive, são bem próximas ao gramado. Outra estrutura bem legal que mostra o cuidado com a parte estética do estádio é o tipo de gradil colocado no último lance da arquibancada, nada de concreto aparente ou só um muro ali. Na cor preta, sem pesar no contexto do estádio, essa estrutura ficou bem bonita e agradável. A arquibancada que vemos por fora é a única que tem essa estrutura na cor vinho, acompanhando as colunas de sustentação do estádio que já são referência para quem passa pela região. Os sanitários ficam debaixo das arquibancadas e o mais legal é que parte das arquibancadas fica aparente, dando um toque bem legal a um espaço que a gente não costuma dar muita atenção.

Do lances mais altos da arquibancada se tem uma vista bacana da cidade e da altura do KM 20,5 da Rodovia dos Imigrantes, além do céu que, neste dia, estava bem bonito. Como é um estádio sem cobertura, completamente a céu aberto, ele abriga bem jogos durante o dia, mas não tem iluminação suficiente para jogos que começam após às 16h. Então, todos os jogos na Arena Inamar se iniciam até às 16h.

Como chegar

Arena Inamar – Av. Nossa Sra. dos Navegantes, 1522 – Jardim Inamar, Diadema – SP

Estas são as linhas e rotas que param próximas à Arena Inamar:

Confira a melhor rota de transporte público a partir do seu destino acessando este link aqui.

Acesso

A entrada principal em dias de jogos fica situada entre os portões 2 e 3. No entorno do estádio, você encontra açaí, cerveja, água, réplicas de camisas do Água Santa.

Ingressos

Os ingressos para jogos do Água Santa podem ser adquiridos online ou nos seguintes pontos de venda descritos neste link. Os ingressos custam em média R$ 20, com opção de meia-entrada (preços de 2020).

Estacionamento

A Arena Inamar não possui estacionamento para o público geral, atendendo apenas veículos de jogadores e funcionários. No dia em que visitei o estádio, estacionei na primeira rua à direita descendo a ladeira, em frente a uma pracinha, a cerca de 500 m da entrada principal. E nesta descida do estádio tem lanchonete, bar e banco 24 horas, o que pode ser bem útil.

A Arena Inamar durante a pandemia

Em junho de 2020, em meio à pandemia do novo coronavírus no Brasil, fiz uma live-tour na Arena Inamar acompanhando o dia de testes de coronavírus e o novo normal do futebol. Vinicius Bacelar, então assessor do Água Santa, me acompanhou neste tour:

E você, já conhece a Arena Inamar? O que achou?

 188 total views,  1 views today

Você pode gostar também

Deixe um comentário